sábado, 29 de outubro de 2011

Penultimo dia do atletismo aqui em Guadalajara.
Quando os atletas largaram para a marcha atletica de 50 km..., isso mesmo 50 km ninguém imaginaria que o Brasil chegasse entre os 10 primeiros, mas não foi o que aconteceu, apesar de Mario  José Santos Junior  ter sido punido sair da prova e as chances dele eram muito grandes, Jonathan Rickmann terminou a prova em quinto, com recorde pessoal.

    Amanhã tem a Maratona e mais dois brasileiros na disputa por medalhas.

                             Robson Caetano

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Chegamos ao quinto e último dia de pista aqui em Guadalajara.
Lançamento do Disco Feminino final.
As mulheres brasileiras deram um show na pista de Guadalajara neste ultimo dia e começou com a  Elisangela Adriano e Fernanda Borges participaram do lançamento de disco e logo na primeira bateria de lançamentos o recorde pan-americano da cubana Yarelys Barrios com 66.40 m que deu a cubana o título panamericano as brasileiras Fernanda Borges ficou em sétimo lugar com a marca de 54.08 m e Elisangela Adriano em oitavo com a marca de 54.08, mas as coisas ainda estavam por melhorar, pois ainda tinha mais brasileiro para entrar na pista com chance de medalhas de ouro.
Salto com Vara masculino.
Salto com vara masculino teve a presença de Fábio Gomes dos Santos, numa prova de alto nível, pois Fábio defendia o título panamericano eles começaram com o sarrafo colocado a 5.30 m. e as lesões acabaram com o sonho de defender o título panamericano, Fábio ficou em quinto lugar com 5.40 m a vitória ficou com o cubano Lázaro Borges com recorde panamericano de 5.80 m.
110 metros com barreiras.
Matheus Inocêncio, que correu a final dos 110 metros com barreiras não teve um desempenho muito bom, e terminou em oitavo lugar com tempo de 13.76 seg, agora a prova trouxe uma atracão extra o campeão Olímpico Daryon Robles, que correu para o ouro e panamericano com um novo recorde de 13.10 seg.
800 metros rasos masculino.
Com o tempo de 1:45.58 o atleta cubano Andy Gonzales venceu a prova e deixou Kleberson David na segunda posição e o que mais me impressionou foi que, o atleta brasileiro sabia que a prova era dele, bom já passou o outro brasileiro Lutimar Paes correu 1:47.76 e ficou na sexta posição.

3000 mil com obstáculos.
Nesta prova corrida pela primeira vez no Rio de Janeiro Sabine Heitling foi campeã e aqui em Guadalajara para defender  o título, e pelo que observei da prova ela estava muito tranquila e consciente de sua capacidade, tanto que se manteve entre as 3 primeiras primeiras todo tempo e com paciência foi minando as adversárias a 3 voltas do final ela começou a sentir a prova e se segurou na terceira posição colocação com o tempo e 10:10.98, a vitória ficou com a americana  Sara Marie Hall com o tempo de 10:03.06.
No masculino veio o brasileiro Hudson Sousa que com sua sapatilha brilhante fez uma corrida tática, e sempre na perseguição ao líder sem deixar ele afastar muito, ainda mais porque as primeiras voltas foram muito fracas e isso manteve todos os atletas juntos quase que o tempo todo, na ultima volta o sprint final de Hudson, não foi suficiente para o ouro, ficando assim com a medalha de prata com o tempo de 8:48.75, a vitória foi do venezuelano José Penã.
Lançamento de dardo.
O Brasil estava representado por Júlio César Oliveira, que ficou em sexto lugar com um lançamento de 76.24 m e o cubano Guilhermo Matinez venceu com um novo recorde Panamericano e a marca nova é de 87.20.
Revezamento 4/100 metros feminino e masculino.
O Brasil veio pela raia 7 e isso até atrapalharia, mas quem tem Ana Cláudia Lemos Da Silva, Vanda Gomes,  Franciela Krasucki, e Rosangela Santos tem um time campeão e recordista brasileiro e sul americano com tempo de 42.85 seg,  e título panamericano parabéns a essas mulheres!!!
O revezamento brasileiro masculino, com Ailson Feitosa, Sandro Viana, Nilson André motivados pelo time feminino, que estava  estava na mesma raia 7, que a princípio podia ser um problema  acabou sendo decisivo para a medalha. Com passagens de bastão muito boas e o Brasil foi para liderança de ponta a ponta..., me deu saudade dos tempos de atleta. O resultado Brasil em primeiro igualando o recorde Panamericano com 38.18 simplesmente sensacional!!!
Revezamento 4/400 metros feminino.
O Brasil não teve muita sorte nos sorteios de raia, pois só pego raias de fora, o revezamento feminino 4/400 metros estava na raia 8, mas isso não deteve nossas meninas, Joelma Souza, Geisa Coutinho, Barbara Oliveira e Jailma Lima conquistaram uma prata que ao meu ver poderia ter sido melhor se o Brasil estivesse uma raia mais central, pois Joelma Souza correu feito gente grande e devo dizer que, o tempo de 3:29.59 deu ao Brasil o prata em prova vencida por Cuba com o resultado de 3:28.09.
O balanço do dia, foi positivo para o Brasil, tropeçamos os 3000 mil com obstáculos feminino e masculino, 800 metros masculino, e no 4/400 metros feminino, mas chegamos próximos com a prata e um time muito determinado, pois passaram aqui pelo estádio e além do talento colocaram o coração na ponta da sapatilha neste e em todos os dias de competição aqui.Nos vemos no próximo Pan e que nossos caminhos sejam de muito trabalho e gloria até la passado por Londres ano que vem,  a gente continua escrevendo aqui para informar a voces sobre o que esta acontecendo no atletismo e no esporte olimpico.

        Robson Caetano Da Silva

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Dia 28 seguindo o atletismo em Guadalajara.

Quarto dia de competições aqui no estádio de Guadalajara.
Primeiro atleta a entrar na pista aqui de Guadalajara no dia 27 quarto dia de competições foi Matheus Inocêncio na semifinal nos 110 metros com barreiras, que correu junto com Daron Robles eles correram na segunda série e ficou em segundo passando para a final de amanhã.
Maurren recebeu a sua medalha de ouro, como campeã Panamericana e foi demais ouvir o hino nacional tocado por conta do feito desta brasileira.
Revezamento 4/100 metros masculino.
A equipe brasileira do revezamento 4/100 metros correu na primeira semifinal, e foi bem e escalou Matheus Inocêncio fechando que sustentou a terceira posição para o Brasil que ficou com o quinto tempo geral.
Salto Triplo Masculino.
O salto triplo deu ao Jeferson Sabino uma medalha de Bronze com um salto de 16 metros e 51 centímetros, o ouro foi para o cubano Alexis Copello com 17.21 e apesar da pequena confusão no seu último salto acabou ficando com em terceiro lugar.
10.000 mil metros masculino.
Marilson dos Santos Largou para os 10.000 junto com Giovani dos Santos e num ritmo bom e a tatica Marilson se impôs aos seus adversários passou o 1000 metros com 2:55.04, ao passar pelo 2 km com 5:44.36 o ritmo estava muito confortável para Marilson, tanto que Marilson liderava nos 3 km com o tempo de 8:32.55 ainda liderando a prova, que nesse momento tinha ele e o equatoriano Byeo Piedra..., sim o mesmo que quase tirou a medalha de ouro de Leandro Prates nos 1.500 metros.
Marilson passou o 4 km com o tempo de 11:26.36 na liderança e a partir daí a prova ficou nas pernas de Marilson, que passou a dar voltas nos adversários e abriu do equatoriano. Os 5 km foram decisivos, pois Marilson passou em 14:14.43, e consolidou a prova que foi administrada pelo brasileiro com muita competência.
O tempo dos 6 km de 17:09.41 e Marilson continuava na liderança, com Giovani que lutou contra o peruano Joan Cusi, e o superou assumindo a terceira posição enquanto isso passava na liderança Marilson nos 8 km com o tempo de 23:03.81 e faltando apenas mil metros para o final a vitória já era de Marilson,  que passou no 9 km com 26:03.70 e conquistou o ouro no pan de Guadalajara, com um tempo de 29:00.64, com Giovani dos Santos em terceiro numa chegada sensacional brigando com os americanos com um tempo 29:41.00 Parabéns a esses heróis do meio fundo!!

 800 metros Masculino semifinal.
Na primeira série desta prova o brasileiro Lutimar Paes entrou na primeira série e que ficou em segundo com o tempo de 1:48.32 e Kleberson David também ficou em  segunda na sua série com 1:49.65 com suas marcas passaram para a fase final que acontece amanhã.
O salto em altura Masculino.
Durante a apresentação  Rafael Dos Santos não parecia com muita vontade, ele passou bem por 2.05 m e conseguiu quebrar o gelo que todo estreante sente, mas não conseguiu passar 2.10 cm de altura ficando em décimo terceiro o campeão foi o atleta de Bahamas com 2.32 cm do atleta equatoriano Diego Javier Ferrin com 2.30 cm, ficou em segundo.

1.500 rasos feminino.
A brasileira Fabiana Da Silva se manteve na parte intermediaria da prova e procurou ficar fora do encaixotamento correndo sempre sobre a linha entre as raisa 1 e 2, na reta oposta na ultima volta abriu para tentar um ataque, mas não foi bem sucedida e ficou em quarto lugar com o tempo de 4:28.33 a campeã foi Adriana Muños que marcou 4:26.09.
No lançamento de dardo.
A brasileira Laila Silva ficou em décimo quinto lugar com um resultado de 46.43 m e campeã foi Alicia Ann Deshasier dos Estados Unidos com a marca de 58.01 m.
5.000 metros feminino.
Depois da medalha de prata nos 10.000 mil a atleta Cruz Da Silva retornou a pista para dar as 12 voltas e meia da pista o ritmo de 3:29.69 para cada km percorrido e confortável para Cruz que se manteve perseguindo as adversárias bem de perto, não deixando ninguém fugir na prova, e com uma arrancada sensacional faltando 4 voltas para o final Cruz da Silva levou para casa mais uma medalha de prata, a campeã foi Marisol Romero que também venceu os 10.000 mil metros o tempo da brasileira foi de 16:29.75 e a campeã correu 16:24.08.
400 metros com barreiras masculino.
Mahau Sugmati os 400 metros com barreiras largou na raia 3 e e deu bem, mas o cubano que estava na raia 4 bem a sua frente atacou muito forte as barreiras e venceu a prova com um tempo de 47.99 seg, com recorde panamericano a prova e Mahau chegou em quinto lugar com o tempo de 49.61 seg.
200 metros rasos final para mulheres e homens.
A velocidade reservou para este dia 27 de Outubro os 200 metros rasos feminino e masculino, Ana Cláudia Da Silva, Sandro Viana e Bruno Linz fecharam bem para o Brasil eles conquistaram mais três medalhas para o Brasil. A Cláudia foi muito bem e deu ao Brasil a medalha de ouro com um tempo de 22.76 seg.
Os meninos tentaram repetir o feito de Ana Cláudia da Silva, mas terminaram com Bruno em terceiro com o tempo de 20.45 e Sandro em sétimo com 20.97 encerrando assim a participação brasileira aqui no estádio em Guadalajara.

        Abs e fui.

                                     Robson Caetano.  

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Terceiro dia de competições no estádio de Guadalajara.
Um dia em que as chances de medalha são muitas, pois tivemos o brasileiro Wagner Domingos  
A prova do Martelo foi boa por causa do recorde pan-americano do americano Kibwe Johnson, a nova marca é de 79 metros e 73 centímetros  e o brasileiro conseguiu um quarto lugar com 70 metros e 16 centímetros.
Bruno Lins, Sandro Viana  entraram para começar sua jornada nas eliminatórias dos 200 metros rasos. Bruno conseguiu passar em primeiro lugar geral com 20.53 e Sandro com o terceiro tempo geral com 20.65.
Lucimara estava com uma boa vantagem para a segunda colocada e manteve até o final, ela que encerrou o primeiro dia com 3660 pontos, entrou no segundo dia de competições muito bem n salto em distancia,vencendo com 6.36 m, o lançamento de dardo a atleta brasileira ficou em terceiro lugar com a marca de 42 metros e 03 centímetros, ainda assim manteve a liderança do heptatlo e partiu para a ultima prova os 800 metros rasos praticamente com a medalha de ouro no peito, bastava completar a prova, mas ela garantiu um terceiro e se tornou campeã pan-americana.
Nos 1500 metros Leandro Oliveira venceu a prova que foi muito disputado, e foi para a foto e o resultado oficial deu Brasil com uma marca de 3:53.44 e uma medalha de coragem do Brasileiro, agora o coração de quem assistiu quase veio na boca, pois o segundo Byron Piedra do Equador correu 3:53.45..., ufa!
No salto em altura a brasileira Valdileia Martins ficou em quarto com um salto de 1.84 cm e ficou e a vitória foi para Lesyani Mayor com 1.89 cm
Os 200 metros metros rasos trouxe Ana Cláudia Lemos Da Silva que depois de não ter corrido em nos 100 metros correu 22.72 seg e esta com o melhor tempo de todas para a final, já Vanda Gomes não desenvolveu bem na curva, correndo apenas um sexto lugar com o tempo de 23.89 seg e ficou fora da final.
Os ateltas Sandro Viana e Bruno Lins retornaram a pista para a semi-final dos 200 metros rasos e Sandro chegou em segundo lugar com o tempo de 20.39 seg a série foi vencida pelo cubano Roberts Skyers com 20.31 seg e esta na briga para a final, e Bruno Lins esta muito bem, ele correu na segunda série e
Os 100 metros com barreira Maila Machado já estava com uma atitude diferente da semifinal, ela lutou e foi bem e ficou em quinto com 13.14 seg, a vitória foi da americana Yvete Lewis com 12.82 seg
Os 400 metros feminino deu a Geisa Coutinho a medalha de bronze e a Joelma que correu a semi-final com coragem faltou a experiência,  e ainda por cima correu pela raia 7, mas valeu para as meninas!!
A prova masculina trouxe um menino corajoso chamado Anderson Henriques que nada tinha a perder, mas como campeão do Troféu Brasil encarou a raia 8 mais uma vez e ficou na oitava posição, mas vale ressaltar que a raia 8 foi muito cruel para ele que correu 45.95 seg e outro atleta estabeleceu o recorde mundial juvenil e foi Luguelein Santos Aquino com o tempo de 44.71 seg, o campeão foi Nery Brenes Candenas com 44.65 seg.
A ultima prova de pista vem com Jailma ficou em quinto lugar com o tempo de 57.71 seg nos 400 metros com barreiras, que teve como campeã a colombiana Maria Princesa Oliveros com 56.26 seg
O momento mais esperado era o salto em distancia com a Mauren Magi e Keila Costa foram para o salto em distancia a marca de Keila foi de 6.37 m dando a ela o quinto lugar e de Maurren foi de 6.94 e mais um título pan-americano, se tornando tri-campeã pan-americano.
Parabéns mais uma vez a todos os brasileiros que passaram por aqui e que deram o seu melhor!!!.
 Enfim este foi o dia dos atletas brasileiros aqui em Guadalajara.
Robson Caetano.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Segundo dia de trabalho na pista de Guadalajara.

Segundo dia de trabalho aqui na Pista de atletismo de Guadalajara.
Heptatlo Prova modalidade com sete provas para as mulheres.
Abrimos os trabalhos aqui de Guadalajara falando da participação brasileira e a primeira a entrar a pista foi Lucimara Da Silva que correndo na segunda série do heptatlo fez bonito vencendo a sua série com 13.50 seg e começa muito bem a primeira de 7 provas que disputa aqui no estádio Telmex em Guadalajara.
Na segunda prova em que Lucimara se apresentou a atleta conseguiu ultrapassar 1.80 e venceu também esta prova, que de a ela uma liderança tranquila, e com isso ela parte para quebrar o recorde pan-americano outra vez.
Arremesso de peso a terceira prova do heptatlo foi uma prova muito boa para Luciana que arremessou 12 metros e 93 centímetros, ficando em terceiro lugar e melhorando sua marca pessoal.
A ultima prova do menu pan-americano para o heptatlo trouxe os 200 metros e Lucimara correndo na segunda série pela raia e conseguiu um terceiro lugar com muita coragem, com isso ela lidera no primeiro dia o heptatlo com 3660 pontos, elas descansam e amanhã começam com o salto em distância.
100 metros com com 10 barreiras ao longo da reta para as mulheres.
A segunda atleta a entrar na pista foi Maila Machado nos 100 metros com barreiras e por não ter feito chegada terminou em quarto lugar com  mesmo tempo da terceira colocada 13.18 seg,  e passou para a final da prova, com o primeiro melhor tempo.
400 metros feminino e masculino semi-final.
Joelma Souza mostrou muita coragem e arrancou um terceiro lugar nos ultimos metros da prova, se classificando para a final com o tempo de 52.96 e só para comentar o fato de que ela correu pela raia 8 e fez uma corrida muito inteligente, a vencedora da prova foi Norma Gonzales com o tempo de 52.67 seg.
Geisa Coutinho encontrou na raia 2 um aliado e diferente de Joelma teve referência da atleta colombiana Yenier Padilha, que vence a série com 51.76 seg e conseguiu se classificar em quarto por tempo, com 52.56 seg.
Anderson correu na raia 8 e mostrou que a preparação do time do Brasil foi muito boa, ele conseguiu ficar em segundo lugar na prova correndo 45.70, e o vitorioso foi o cubano Willians Collazo com 45.70, e se os brasileiros correrem nas rais centrais podem ir buscar medalhas para o Brasil nos 400 metros rasos.
800 metros rasos feminino com suas duas voltas na pista de atletismo.
Christiane Santos entrou para a prova dos 800 metros feminino final apenas com o quarto melhor tempo de entrada, e terminou em quinto lugar com 2:06.15, muito pior que sua melhor marca, assim mesmo valeu!!
100 metros a prova rainha do atletismo.
Os 100 metros rasos feminino teve uma sabor especial, pois Rosangela Santos venceu com 11.22 seg seu melhor resultado, repetindo o feito de Esmeralda de Jesus, e mostrou que fez o que estava previsto em seu treinamento, a Claudia teve como fato contra, o de correr na raia 8, com isso não teve contato com a prova e ficou em 4 lugar com o tempo de 11.35 seg. parabéns as duas atletas brasileiras que mostraram a sua força na prova rainha do atletismo e coroou Rosangela Santos a atleta mais rápida dos jogos pan-americanos. A prova masculina trouxe Nilson Andre correndo pela raia 8 e isso numa prova que as raias centrais dão o ritmo a prova foi complicado, mas ele lutou e terminou a prova e Quinto lugar no mais Kin Colins que o dia anterior tinha quebrado o recorde pan-americano dos 100 manteve  recorde, mas perdeu a prova correndo 10.04, pois fez uma largada na qual se desiquilibrou e acabou sendo derrotado pelo Jamaicano Lerone Clarke que coreu 10.01. em terceiro ficou Emmanuel Callender de Trinidade e Tobago.
 Esse foi o dia dos brasileiros aqui no estádio do Guadalajara.

    Um abraço a todos fiquem com Deus e amanhã tem mais!!!

                                                         Robson Caetano

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Dia 24 de outubro na pista de Guadalajara.

O atletismo do Brasil no primeiro dia na pista de Guadalajara.


Durante o segundo dia, o decatleta Luiz Araújo que começou bem correndo os 100 metros para 10.81 acabou não indo muito bem no salto em distancia a segunda prova do dia, me parece que uma lesão interrompeu sua jornada.
Josiane Soares que vinha com chances de melhorar seu resultado acabou deixando escapar a chance de melhorar a marca pessoal no lançamento de martelo e ficou apenas com a marca de 61.47, não passando para as três tentativas finais ficando em nono lugar na prova.
O terceira a entrar na pista foi Nilson André na eliminatória dos 100 metros apesar da serie ser muito disputada acabou conseguindo a vitória com tranquilidade com o tempo de 10.33 sec. E Sandro Viana passou por tempo na série mais forte do dia com o tempo de 10.33 sec.
Rogério Bispo no salto em distância se mostrou muito competitivo; e emplacou no primeiro salto 7 metros e 51 centímetros. Isso o colocou na próxima fase que acontece amanha.
Jailma Lima entrou para a segunda série dos 400 metros com barreiras e ela não conseguiu desenvolver bem na prova e ficou em quarto lugar e entrou por tempo, com 58.29 seg, e a não ser que ela melhore muito o rendimento, ou fazer mágica, mas quem me chamou muito a atenção foi a atleta colombiana Maria Princesa Oliveros que, correu pela raia oito e venceu com o segundo melhor resultado entre as duas séries.
Os 10.000 mil metros trouxe a atleta Cruz da Silva. As atletas ficaram mantendo um ritmo bastante confortável a brasileira começou a gostar e ficou muito a vontade junto com as lideres da prova. A partir da metade da prova Cruz conseguiu manter o ritmo confortável e não deixou escapar as lideres, a atleta brasileira assumiu a segunda posição no quilometro 7 e se manteve assim ate o final que teve a vitória da mexicana Marisol Guadalupe Romero com 34:07.24. a brasileira fez o tempo de 34:22.44.
A semifinal dos 100 metros femininos nos deu a presença de das brasileiras Rosangela Santos na primeira série, que venceu com 11.26 e teve um bom desempenho e na terceira série Ana Claudia Da Silva, ficou em segundo com 11.46 seg na sua série se colocando entre as favoritas para a final.
A prova do lançamento do disco masculino foi acirrada pela medalha de prata e teve o brasileiro Ronald Julião ficando em terceiro por 1 centímetro, o resultado foi de 62.58 m para o cubano Jorge Fernandez, segundo para o americano Jarred Rome com 61.71 m e o brasileiro roland Julião com 61.70 m.
No retorno dos atletas brasileiros para a semi-final dos 100 metros Sandro Viana correu a primeira série pela raia 2 depois de se classificar por tempo nas eliminatórias horas antes, e terminou em sexto lugar ficando de fora da final, já Nilson que veio na segunda série, que após duas largadas invalidadas teve Kim Colins de São Cristóvão e Neves quebrando o recorde pan-americano com 10.00 seg e trouxe o Nilson em terceiro com 10.23 seg que tem o quinto tempo para a final.
A final dos 5000 mil metros tinha o atleta Joilson Silva, e durante os primeiros metros da prova se manteve no conjunto de atletas, O atleta Juan Romero liderou o primeiro quilometro Jose raxon da Guatemala liderava no segundo quilometro, e o brasileiro Joilson esta muito tranquilo, quando eles passavam pelo quilometro 3 com Jhon Cusi do Peru liderando ele se mantem em quarto lugar e prova que a aclimatação em La Loma deu realmente certo, e o brasileiro terminou a prova em terceiro liugar com uma prova sensacional, o resultado foi mexico em primeiro com Juan Luis Barrios 14:13.77 em segundo Byron Efren Piedra com 14:13.74 e terceiro o Baril com Joilson Silva 14:16.11.
Durante a competição um momento especial, a entrega das medalhas da maratona feminina e ver uma brasileira no alto do pódio, e ouvir o hino me emocionou como não podia deixar de ser; em primeiro lugar a brasileira Adriana Da Silva.
Bom enquanto tudo isso acontecia a Fabiana Murer do salto com vara já tinha entrado, e ficou por muito tempo esperando a sua vez de saltar, já que as suas adversárias começaram a saltar com o sarrafo, a 3.20m enquanto ela começa com 4.50m se mostrou muito a vontade na pista aqui de Guadalajara e corria na curva dos 200 metros para manter o aquecimento, depois se manteve concentrada para a prova durante a preparação das adversárias.
Apesar de não ter conseguido passar o sarrafo a 4.50 m em duas tentativas ela se mostrou muito segura, mas passou um susto, e em minha analise ela estava fazendo a corrida pouco efetiva e quando falta velocidade não se faz uma boa passagem sobre o sarrafo.
 Depois de dar um susto na gente ela conseguiu passar na terceira tentativa e se colocou em segundo atrás da cubana, que superou 4.60 igualando a marca pan-americana que pertence a Fabiana Murer.
Sustos a parte Fabiana Murer mostrou muita maturidade e tem a prova na mão, sabendo quando tirar o coelho da cartola, pois quando a pressão chega ela se tranquiliza e supera a adversidade e a marca de 4.70 e impõe uma nova marca pan-americana o alto nível se revelou neste segundo dia com esta prova que teve Yarisley Silva e Fabiana Murer na luta pelo título pan-americano e com isso o recorde foi quebrado varias vezes e as atletas foram até que Fabiana errou outra vez e ficou em segundo lugar, como se diz no atletismo a prova so está ganha quando termina e você vence, a cyubana levou o ouro com 4.75 m de altura o que deu a ela o titulo e o recorde pan-americano, no entanto parabéns Fabiana!!!

                                 Robson Caetano Da silva.


domingo, 23 de outubro de 2011

MARATONA FEMININHA NO PAN.



Direto da redação e com sabor de vitória!!!!



Quando cheguei na redação as 6:30 da manhã para o plantão jamais imaginaria que teria um dia tão produtivo e cheio de tanta felicidade, pois meu esporte o atletismo começou com o pé direito, apesar de Cisiane Lopes, Erica de Sena, Caio Bonfin e Moacir Zimmermann não terem ido bem na marcha de 20 km na parte da manha, mas mesmo assim terem lutado contra o calor, a baixa humidade e a altitude na parte da tarde na maratona que teve largada as 16:00 hs, as meninas Micheli Chagas e Adriana Da Silva encararam as adversidades e foram bravas.

A prova da maratona que tem 42.195 mts é especial pela dificuldade e por ser cruel com quem erra na estratégia e foi o que aconteceu com Micheli que acabou abandonando a prova e com a Mexicana Madai Peres que correndo em casa deu o máximo, mas acabou sucumbindo a persistencia e determinação de Adriana que ultrapassou a líder e venceu a prova com 2:36.37, tempo este que é o novo recorde Panamericano.

    Parabéns para essa mulher guerreira e que representou cada mulher deste povo chamado brasileiro!!

                                           SENSACIONAL!!!!!!!!!!!!

                                                                            Robson Caetano. 

sábado, 22 de outubro de 2011

Telmex pronto.para o espetáculo das pistas!

A alguns dias atrás tinha gente achando que a pista não ficaria pronta, mas eu fui ao Telmex Stadiun aqui em Guadalajara e conferi as instalações e esta pronto para os atletas entrarem e fazer o que sabem.


videoA vista interna da pista é muito bacana e tudo esta no estilo retrô e bem acabado, uma das caracteristicas desse estádio é que ela tem capacidade para 9 mil espectadores, e pode ser ampliado para 15 mil, mas como a obra demorou uma parte da arquibancada será improvisada, mas não vai tirar o brilho da competição que terá Maurrem Maggi tentando um tri-campeonato, Fabiana Murer tentando o bi-campeonato, Kleberson David nos 800 metros, Sabine Heitling que defende o título conquistado a quatro ano no Rio de Janeiro, os revezamentos 4/100 masculino e feminino e o 4/400 feminino que tem chances de medalhas, o Marilson Gomes dos Santos nos 1000 mil e o Fábio Gomes da Silva no salto com Vara enfim nesta pista estará passando o que o Brasil tem de melhor no atletismo nacional e que se destacou muito no mundial de Deagu na Coreia do Sul.

Então sejam todos bem vindos e façam suas apostas, pois nosso atletismo esta pronto e chega com força para disputar entre 15 e 20 medalhas e muitas finais, portanto vamos torcer e fazer uma corrente muito positiva para os nossos meninos e meninas que farão bonito aqui em Guadalajara!
Direto da redação:

A Milena Ceribelli conversou comigo sobre as chances dos Brasileiros, dai eu descobri porque os Mexicanos usam sombreiro, o sol aqui é quente minha gente que só, olha como minha careca estava esturricando no sol!! risos...
      

Um forte abraço a todos e vamos com tudo!

                                                               Robson Caetano


terça-feira, 18 de outubro de 2011

Luta Livre uma febre aqui em Guadalajara!!

Essa turma foi checar o que eh uma arena de luta livre  e devo admitir que desde que era criança quando assistia Teleket na TV aos sábados a noite sempre tive curiosidade de saber como funcionavam tudo e tive que viver ate agora e vir para Guadalajara para entender essa febre.



Olha que no começo não foi tão emocionante assim, pois entrar numa arena vazia e sem publico foi muito estranho, mas quando voce entra no ring, as coisas mudam e vc eh tomado por uma sensação de forca e poder muito grande, mas eh claro que tudo que eles fazem la em cima eh treinado a exaustão!

A equipe fez questão de visitar tudo e o bastidor eh realmente muito legal, juntamente com a estrutura ode acontece todo o evento, existe uma espécie de mantra que envolve tudo e as torcidas dão seu show a parte. Agora a melhor parte foi ver os ídolos de perto., ai temos o Atlantis e Neptuno dois dos lutadores representados nas mascaras que eu e o meu amigo Rogério Sampaio utilizou para uma matéria para o Esporte Fantástico, que ainda teve a participação da Virna Dias e da Luiza Parente.

Devo dizer que esta foi uma experiência única e com muitos golpes e aprendizado, de mais uma cultura que já fez parte da nossa tradição, mas que se perdeu com o tempo, e aqui no México eh uma febre, pois numa terça a noite as pessoas se deslocam para o Coliseo, como eh chamado o local para assistir aos ídolos e nos estávamos la... risos.


Direto da redaçao; O atletismo começa dia 23 e os atletas estão ansiosos para começar logo, alguns para defender seus títulos e outros pra confirmar que estão realmente em forma. O atleta de Deus recuperou sua medalha, e a punição foi ridicula. A seleçao brasileira feminina de futebol que venceu a Argentina com Gol legitimo, a jogada anterior eh que foi duvidosa, mas na boa vencer de meio a zero já ta bom..., e a gente meteu 2, então ta de bom tamanho!!

    Um abraço a todos e fiquem sempre ligados na gente, pois estamos aprendendo a todos os dias um pouco mais e quem se achar grande demais precisa entender o sentido da palavra humildade!!

              Robson Caetano Da Silva. 

domingo, 16 de outubro de 2011

E COMEÇOU A MAIOR COMPETIÇAÕ DESPORTIVA DAS AMÉRICAS O PAN DE GUADALAJARA!!!

  E COMEÇOU O PAN E A TORCIDA É DE TOFDO BRASIL!!

QUERO PEDIR IMENSAS DESCULPAS POR DEMORAR TANTO NA POSTAGEM DAS MENSAGENS, E PESSO PERDÃO A TODOS POR ISSO, MAS ESTOU POSTANDO NO FACEBOOK, NO TWITTER ALGUMAS COISAS BEM INTERESSANTES.

BOM RESUMÃO DO QUE ESTA ROLANDO COMIGO.

CHEGAMOS AQUI EM GUADALAJARA NO DIA 10 DE OUTUBRO E JA DE CARA TIVEMOS PROBLEMAS COM ALGUMAS BAGAGENS, A DO OSCAR SCHIMITD FOI ARROMBADA E LEVARAM UMA PEÇAS DE ROUPA, A DO ROGÉRIO FICOU NO MEXICO, ASSIM COMO A DO MAURÍCIO, MAS LOGO DEPOIS ELES RECEBERAM AS BAGAGENS, O PIOR É FICAR COM NA EXPECTATIVA, MAS ACABOU TUDO BEM. ESSA É A FACHADA DO HOTEL ONDE FICAMOS NOS PRIMEIRO DIAS..., SIM POIS TIVEMS QUE TROCAR DE HOTEL, MAS MUITO TRANQUILO, POIS O HOTEL É BEM AO LAGO DESTE, FOI POR ISSO QUE TIREI ESSA FOTO.
UM FURACÃO PASSOU POR AQUI NOS PRIMEIROS DIAS E O TEMPO FICOU MUITO RUIM, E CHOVEU DURANTE 3 DIAS DIRETO, MAS AGORA ESTAMOS COM UM TEMPO MUITO BOM E A TEMPERATURA É SUPER AGRADÁVEL.

A EQUIPE INTEIRA DE COMENTARISTAS, COMANDADOS PELA RENATA ESTEVE NA ABERTURA DOS JOGOS PANAMERICANOS E A FESTA FOI DE DEIXAR TODOS MUITO EMOCIONADOS!
A FESTA FOI REALMENTE EMPOLGANTE E MISTUROU A TECNOLOGIA COM AS TRADIÇÕES CULTURAIS DO POVO DE GUADALAJARA, DON FERNANDO UM INTERPRETE DA MUSICA LOCAL SUBIU AO PALCO PARA INTERPRETAR O HINO E ACABOU SE DEIXANDO LEVAR PELA EMOÇÃO, E PRA QUEM SE LEMBRA EU E A VIRNA JA FIZEMOS PARTE DA FESTA DE ABERTURA E DE ENCERRAMENTO NO RIO DE JANEIRO EM 2007 E REALMENTE É DE EMOCIONAR E FAZER EMBARGAR A VOZ!
ANTES DA FESTA COMEÇAR PASSOU UM FLECH DE TANTAS COISAS REALIZADAS NO ESPORTE E MUTO DO QUE VIVEMOS NOS DIAS EM QUE FOMOS ATLETAS FOI TRAZIDO A TONA, E A ESPECTATIVA DE VER O BRASIL ERA GRANDE E COMO NÃO PODIA DEIXAR DE SER FOI MUITO LINDO VER A NOVA GERAÇÃO DO ESPORTE NACIONAL ENTRANDO E MOSTRANDO PORQUE O BRASIL É O BRASIL DE TANTA ALEGRIA E FELICIDADE.

PAULA, LUIZA PARENTE VIRNA OSCAR, ENFIM TODOS NÓS QUE ESTIVEMOS LÁ TENTAMOS CONTER AS LAGRIMAS, MAS ELAS VIERAM E FOI NESTE MOMENTO QUE PUDE CONSTATAR QUE O PATRIOTISMO NOSSO CONTINUA MUITO AFLORADO E QUE AMAMOS NOSSO PAIS E QUEREMOS MUITO QUE NOSSOS ATLETAS TENHAM UM PANAMERICANO VENCEDOR!!


DIRETO DA REDAÇÃO NOSSAS INFORMAÇÕES ESTARÃO NO FACE, TWITTER E POR AQUI QUANDO TIVERMOS MAIS NOTICIAS DO PAN.

   FORTE ABRAÇO E QUE A GENTE MANDE BEM E ATINJA A MARCA DE 1000 MEDALHAS EM PANS.

  ROBSON CAETANO